segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Parábola do Bom Samaritano








Hj nós lemos essa parábola e seu contexto de forma diferente do usual. Na verdade, a história oculta talvez não se refira a um Jesus Verdadeiro, mas ao falso deus, eis que discirno que o Deus verdadeiro nao paga nem cobra conta nenhuma. Ele perdoa.

O Estudioso da Biblia e da Lei, o velho fariseu de fariseus, vai lá perguntar pra o Jesus escriturístico...

Jesus pergunta como ele interpreta... e ele respondeu certinho: Ama a teu próximo...

Jesus manda: faça isso e viverás.

Ora, de fato, isso para ele era uma impossibilidade, como é para qualquer um. Uma ordenança condenatória.

Aí o malandro se quebrou... Tentou sair fora dizendo não saber quem era o seu próximo.

Este velho sabido, sabia tudo mas não sabia quem era o próximo ou não queria saber. Esse Nico, Nicodemos, é ninguém mais e ninguém menos que o velho legalista, o diabo que não pode nascer de novo porque não é carne nem sangue, sempre infiltrado nos arraiais "cristãos" e misturado entre os discípulos, fingindo-se de convertido e "se fazendo passar por eles... como um deles".

(e aqui começa o discernimento presente)

O próximo era Jesus e a própria humanidade que sempre denomino de Adão
Ai começa a parábola...

Vinha certo homem de "Jerusalém" .

O homem foi ferido e massacrado ( referência ao Adão)

Passa o Sacerdote e o Levita e passam ao largo (referência tanto aos religiosos como aos judeus).

Vem o "Samaritano" (uma referência ao próprio Cristo que se compadece do Adão)

Este unge com óleo e vinho (óleo = Espírito. Vinho = Sangue vertido sobre o pó da Terra) e trata as feridas do Adão. A cura dos povos.

Ele coloca ele numa hospedaria e deixa o Adão aos cuidados do hospedeiro, que é também um personagem alegórico ao cara que cobra para cuidar ou hospedar o humano. A princípio eu pensava tratar-se do Espírito Santo, mas percebendo a natureza mercenária do personagem, já não tenho dúvidas de que é o velho cobrador de impostos, a saber o diabo, deus e dominador deste mundo terreno, para quem no final, Jesus teria pago todas as contas, todas as dívidas e faturas.

Ele deixa pago duas diárias.... (referência aos próximos dois mil anos até a sua volta)

Mas se passar um pouco ele pagaria o que faltasse (referência de que vai passar uma beirinha).

Ele promete voltar... E voltará. (pra pagar o resto da conta)

Amados, nós estamos na beirinha que falta....

Muitos desejaram ver estas coisas e não viram.

Graças a Deus ocultastes estas coisas dos sábios e entendidos e as revelastes aos pequeninos...

Muitos profetas e reis quiseram ver o que vedes e não viram e ouvir o que ouvis e não ouviram.

Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.

Há outra perspectiva para este enigma:

Não há bom samaritano. Esse "samaritano" (terra de Samael: Lúcifer) é o falso. O caído é o velho caído...

E o ponto de vista muda tudo, mas confirma sempre o engano que protege os ocultistas.

Coloco para dentro do texto dois comentários importantes:

Hugo Lucena Theophilo disse... 

Então Deus contratou os serviços do Diabo para que esse cuidasse da humanidade por uns tempos?

20 de abril de 2011 05:38

 Ronald disse... 

Pois aparentemente é o enigma proposto pela parábola. Eu achava que essas parábolas eram propostas por Deus, mas recentemente tenho visto que o ocultismo não é coisa de Deus, mas sempre do diabo. Sendo essa a versão do diabo, não creio que se deva dar crédito, pois pode ser que o tal "bom samaritano" não seja verdadeiramente o verdadeiro Jesus, mas o falso deus, a saber, o antideus, o que tomou o lugar de DEUS. O jeito é ficar esperto com o velho enganador e mentiroso, e espreitar-lhe as intenções, entre as quais se fazer passar por bonzinho e querer se assentar nos lugares celestiais para receber louvores e adoração. Outro enigma ou ocultismo aí presente nessa parábola, é a tal Samaria, terra que discirno como terra da Lilith, terra de Samael, ou deserto. A terra da águia, terra seca. Uma dimensão. Isso reforça a tese de que este pode ser o antiDEUS. Outra coisa: Não creio que DEUS entregou o mundo ou a humanidade para o diabo cuidar. O que acredito, é que o homem foi roubado, sequestrado, como sugere e aponta o livro de Melquisedeque recentemente encontrado. Parábola por parábola, os enigmas são de fato propostos e as forças ocultas vão contando as suas versões dos fatos.

Essa leitura diferencida que dá para se fazer sobre a parábola do "bom samaritano", é que de fato, não existe bom samaritano. Samaria é uma alegoria do lugar ruim, a terra da Lilith, o deserto que também é alegoria do inferno ou casa do diabo.

Ora, se não existe bom samaritano, então esse bom samaritano é o falso que "paga" as contas para o hospedeiro que não perdoa conta nenhuma.

Dessa forma, podemos entender que de fato, o verdadeiro Jesus se existisse um verdadeiro, não entregaria o ferido para outro cuidar, mas ele mesmo o curaria de seus males.

Este sim, de fato, o BOM. Não bom pastor, mas o bom DEUS.

Mas pensar que ELE já resolveu tudo, ainda que se imagine que ele pagou alguma coisa, já é um grande avanço.

O entendimento sobre esta parábola ou enigma, é um bom exemplo de como as coisas avançaram em minha cabeça, e os vários pontos de vista que se pode obter de uma mesma situação.

Outro enigma semelhante é proposto quando Natanael pergunta a Filipe: Disse-lhe Natanael: Pode vir alguma coisa boa de Nazaré? 
João 1:46 - 
Resposta: Não... mas... veja bem... Não era para ser, Sim, sim, não, não e o que passasse disso era do maligno?  Pois então. Resposta para o enigma: NÃO.

5 comentários:

Hugo Lucena Theophilo disse...

Então Deus contratou os serviços do Diabo para que esse cuidasse da humanidade por uns tempos?

Ronald disse...

Pois aparentemente é o enigma proposto pela parábola. Eu achava que essas parábolas eram propostas por Deus, mas recentemente tenho visto que o ocultismo não é coisa de deus, mas sempre do diabo.

Sendo essa a versão do diabo, não creio que se deva dar crédito, pois pode ser que o tal "bom samaritano" não seja verdadeiramente o verdadeiro Jesus, mas o falso, a saber, o anticristo.

O jeito é ficar esperto com o velho enganador e mentiroso, e espreitar-lhe as intenções, entre as quais se fazer passar por bomzinho e querer se assentar nos lugares celestiais para receber louvores e adoração.

Outro enigma ou ocultismo aí presente nessa parábola, é a tal Samaria, terra que discirno como terra da Lilith, ou deserto. A terra da águia, terra seca. Uma dimensão. Isso reforça a tese de que este pode ser o anticristo.

Outra coisa: Não creio que DEUS entregou o mundo ou a humanidade para o diabo cuidar.
O que acredito, é que o homem foi roubado, sequestrado, como sugere e aponta o livro de Melquisedeque recentemente encontrado.

Parábola por parábola, os enigmas são de fato propostos e as forças ocultas vão contando as suas versões dos fatos.

Bom comentário Hugo.

vieirinha disse...

Substimar o Deus verdadeiro em relação as coisas ocultas, e deixar que o Diabo sujulgue a verdade aos seus é correto? Deus nunca usou o puro, e sim o profano para exemplificar sua verdadeira face.Somos o positivo e o negativo, somos pecado sem a "Graça" e pecador com Graça.

Ronald disse...

vieirinha

Pergunte pra Deus se ele usa ou usou o profano. heheheh

O falso deus é certo que usa e usou.

Paulor. Poletto disse...

genesis 6:3foi qdo o anjo (jeova)aprisionou o espirito colocando carne !!!! 120 anos .......!!!